ATENÇÃO: Nossos servidores estão passando por uma instabilidade momentânea. Em caso de problemas, entre em contato através do telefone 0800-770-3880.
Maio Amarelo -  Não deixe a bebida mudar o seu destino

Quem dirige após ingerir bebida alcoólica coloca em risco a vida não apenas do motorista, mas dos passageiros no veículo e das pessoas à sua volta. Por isso é importante não dirigir após beber e nem permitir que pessoas próximas tenham esse tipo de conduta.

Uma vez que o álcool é ingerido, ele ficará presente no sangue, o que significa que utilizar de recursos como manter o estômago cheio, tomar banhos gelados ou tomar um café pode até diminuir a sensação de embriaguez, mas não retira o álcool do sangue e não restabelece os reflexos normais da pessoa imediatamente.

Qualquer quantidade de álcool ingerida, por mínima que seja, diminui os reflexos, fazendo com que a pessoa perca as condições para dirigir. Confira os efeitos do álcool no organismo:
* 0,10 mg/l: há um relaxamento muscular e uma ligeira elevação da temperatura corporal. Provoca diminuição da capacidade de controlar os músculos dos olhos e há uma diminuição da capacidade para realizar duas ou mais tarefas simultaneamente.

* 0,25 mg/l: há um certo exagero de humor ou emoções. Se reduz o controle muscular e há uma leve alteração do juízo. Neste nível, o motorista não tem total domínio de sua coordenação motora e sua capacidade de responder a situações de emergência é diminuída.

* 0,40 mg/l: há alteração do humor/emoção, perda do controle muscular e alteração do juízo. Ao dirigir, o motorista sofre com uma diminuição da capacidade de concentração, perda de memória a curto prazo, além de uma redução da percepção de risco no trânsito.

* 0,50 mg/l: há um atraso grande no tempo de reação, perda de coordenação motora e raciocínio lento. Durante a condução existe um atraso no tempo de reação para frear e há um atraso na habilidade de processar a informação visual e auditiva.

* 0,75 mg/l: há perda de coordenação motora e desorientação geral que causa dequilíbrio. Em termos de condução, reduz a capacidade de permanecer em uma pista e facilita a perda do controle do veículo.

Nunca subestime o que o álcool pode fazer no seu corpo, assim como os efeitos que gera na hora da direção. Lembre-se que, sozinho ou acompanhado, sempre se prejudica pessoas no momento do acidente.