Maio Amarelo -  Um trânsito seguro é direito de todos

Um trânsito seguro é direito de todos. Já pensou como seria se cada condutor pudesse dirigir ou pilotar da maneira que achar melhor?

Não são raras as notícias sobre crimes no trânsito brasileiro. São cerca de 43 mil mortes por ano no país, segundo estimativas do Ministério da Saúde. No mundo, o número de mortos nas estradas pode chegar a 1 milhão por ano até 2030. Nesse período, entre 20 milhões e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano, com traumatismos e ferimentos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

É preciso praticar o respeito ao próximo, a tolerância e gentileza no trânsito, mas principalmente respeitar as leis de trânsito.

A chave para a redução de acidentes e mortalidade, é garantir que os Estados Membros adotem leis que reprimam os principais fatores de risco: direção sob efeito de álcool, excesso de velocidade e não uso do capacete, do cinto de segurança e das cadeirinhas para crianças.

Em dias de chuva, evite freadas bruscas e fique atento ao sair de garagens ou postos de gasolina, pois a calçada é área comum de pedestres.

É importante lembrar que não são apenas as pessoas que estão ao volante as responsáveis pela segurança no trânsito. Os pedestres devem obedecer a leis também, como esperar na calçada o momento certo para atravessar a rua, utilizar passarelas em locais sem sinalização e nunca atravessar em local proibido.

Respeitar as leis de trânsito é, antes de tudo, uma questão de segurança!